À Mercê À Contragosto

IMG_6041

Sol breve na onda corrente muda de direção. Com seu movimento manso, gingando em mínimo esforço, sinto-me balançada na inconstância das estações.

No alinhamento sereno capto a simplicidade da mensagem. Há uma inércia inquieta bordando o ar.

Se quero a lua, as nuvens se escurecem. Tempo difícil para beber o clarão da noite. Quero o teto negro sem fim.

Dê-me passagem para que eu me inflame, composta. Há uma estrela cadente viajante no seio de minha quietude. Sou espírito flamejante. Corrompo qualquer poça rasa ausente de ardor.

Aguardo, estática, o céu disposto a acolher meu núcleo faminto. Ofereço minha nuca e sacrifico meu orgulho, ardente e sublime, resignada à minha muda fatalidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s