Obra prima

image

Composta e centenária.

Não consegui abraçá-la com meus braços curtos; sua beleza magnífica me suspendeu no ar.

Com a palma fina da minha mão estendida, toquei em sua pele rugosa, magnética e pacificadora.

Descarreguei meus medos agradecendo sua grandiosidade.

Em troca, fui invadida pela energia abençoada da vitalidade divina.

O belo é incessantemente transbordado ao nosso redor.

De vez em quando, simplesmente surge como verdadeiramente é, na impossibilidade bruta de não ser notado.

Me curvo, explodindo de felicidade, diante da perfeição.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s