Para Brotar

liekeland

A gente espera por essa chuva de vento

há tempos de seca solta

porque se sabe que depois da poeira

vem torrente de água desejada.

A festa passa a ser pelo barro

e tudo o que for molhado bendito.

Ardidos, os olhos de terra já se cansaram

e descansam agora

no presente maior

deste presente em bálsamo

fôlego demorado

pausa entre o árido e seco, canto engasgado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s