Sansão do Campo

sansao2-_ (1 de 1)

Todo ensaio chuvoso é a mesma dança paralisante. Antes da tempestade, sussurra a coreografia.

Sansão se sacode exaltado, anunciando que poesia começa é com o seu balanço.

E se eu pudesse estar no meio desse bate-folhas alvoroçado?

Meus braços miúdos não alcançavam a ventania geniosa. Eu, esticada dos pés às pontas de mim.

Chamei meu amor compartilhado, floresta de filosofias e, com a tranquilidade de um corpo de mata, fisgou o ramo mais ligeiro.

Eis a troca, olhares surpresos.

Arrepio estrondoso esse tal espanto da conquista. O sorriso doado de volta. O agradecimento. A reverência.

No pedaço de completude, felicidade é conexão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s