Despedida de Verão

amanhecer_

Acordo mais cedo do que as estrelas, mais macia do que a manhã, me embaçando junto à neblina.

O despertar é meio turvo, com olhos ardidos de sono esquecido.

Não sou avessa a uma boa cara dormida, nem contrária ao alongamento de uma preguiça coberta.

Trata-se de obsessão pelos primeiros brilhos do dia, raios solares difusos e abrangentes.

O prazer de acordar no silêncio vago e impune, trilha sonora dos cantos mais urgentes.

Enquanto passo o café que incendeia a casa com seu aroma saboroso, vou passeando pelas janelas e descobrindo de que cor será o céu.

Espio. Checo de tempo em surpresa. De encanto em espera. De curiosidade a ser matada.

Vem azul. Veio rosa avermelhado. Vieram matizes de mudança.

Vento mais frio, chuva mais seca.
É o verão saindo de cena.

Saúdo os astros, recebendo com alegria um grande ciclo de renovação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s